TOP
Bem-estar Moda e Beleza Reflexões

“Cirurgia plástica, aliada ou inimiga?”

93 título

Hoje quero falar de algo que permeia a mente de várias mulheres que já chegaram aos 50. Cirurgia plástica! Para muitas, um desejo quase incontrolável, para outras nem tanto. Mas, acima de tudo, um direito da mulher!

 

Indiscutivelmente, o passar dos anos deixa marcas. Externas e internas. Umas maiores, outras menores, mas, de um jeito ou de outro, o tempo é implacável para todas nós.

 

Atenuar os sinais do tempo é um dos principais desejos da mulher madura!

Atenuar os sinais do tempo é um dos principais desejos da mulher madura!

 

Para atenuar as marcas externas, muitas mulheres recorrem à cirurgia plástica. Dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética mostram que o Brasil é um dos países que mais realiza este procedimento. Ainda segundo o mesmo órgão, o tipo de plástica mais feita no país é a lipoaspiração (ou lipoescultura), seguida do aumento das mamas e da abdominoplastia, que se difere da primeira por ser praticada para a retirada do excesso de pele de quem perdeu muito peso.

 

Cirurgias de correção dos sinais do tempo estão entre as mais procuradas no mundo todo!

Cirurgias de correção dos sinais do tempo estão entre as mais procuradas no mundo todo!

 

Mas, dois tipos de plásticas têm feito a cabeça das mulheres maduras, ambas de correção de sinais do tempo. A blefaroplastia, que melhora o aspecto das pálpebras, elimina rugas e ajuda a rejuvenescer o rosto. E a ritidoplastia ou facelift, terceira cirurgia mais realizada no mundo todo. Ela promete melhorar os sinais visíveis do envelhecimento no rosto e no pescoço, um dos “pesadelos” da mulher experiente.

 

A blefaroplastia promete melhorar o aspecto das pálpebras, eliminar rugas e rejuvenescer o rosto.

A blefaroplastia promete melhorar o aspecto das pálpebras, eliminar rugas e rejuvenescer o rosto.

 

Claro, assim como todo procedimento cirúrgico, as plásticas possuem riscos. Umas mais, outras menos. E a mulher deve ter isso em mente antes de qualquer coisa. Muitas nem ligam. Querem a todo custo dar um upgrade no visual. Mas, convenhamos, uma conversa franca com seu médico ou um profissional de confiança é extremamente necessária nesta hora.

 

Antes de qualquer decisão, tenha uma conversa franca com seu médico.

Antes de qualquer decisão, tenha uma conversa franca com seu médico.

 

Optar por uma plástica não é uma decisão simples, tomada assim de qualquer jeito. Recomendamos cautela. Ou melhor, recomendamos reflexão, pesquisa. Um bate papo com o marido, com a amiga, também pode te fazer muito bem. As principais perguntas seriam: eu preciso mesmo deste procedimento? Será que vale a pena o risco e o alto investimento pela vaidade?

 

Pergunte-se: eu preciso mesmo deste procedimento? Será que vale a pena o risco e o alto investimento pela vaidade?

Pergunte-se: eu preciso mesmo deste procedimento? Será que vale a pena o risco e o alto investimento pela vaidade?

 

Nós, do Blog Vania B, não somos a favor nem contra as cirurgias plásticas. Somos sim, fervorosas defensoras dos direitos da mulher. Do direito de cada uma escolher se deve ou não fazer plástica. Esta é uma escolha muito pessoal e só quem sente na pele pode saber se vale ou não a pena encarar uma plástica aos 50, 60 anos.

 

E vocês, caras leitoras, o que pensam da cirurgia plástica? Já fizeram algum procedimento? Topam encarar o bisturi para ficar mais bonita, para parecer mais nova? Falar sobre isso pode encorajar mais mulheres a enfrentar ou não este desafio.

 

E você, topa encarar o bisturi para ficar mais bonita, para parecer mais nova?

E você, topa encarar o bisturi para ficar mais bonita, para parecer mais nova?

 

Comente com o Facebook

Tags:      

«
»