TOP
Moda e Beleza

“Como assumir e cuidar bem dos cabelos brancos!”

70 atitude2

Desde o ano passado, uma nova tendência tem, literalmente, feito a cabeça das mulheres maduras. Assumir os cabelos brancos! E esta nova moda pegou também algumas famosas e chegou, inclusive, em Hollywood. A atriz Demi Moore, de 54 anos, foi um das que entrou para a galeria das mulheres que decidiram assumir alguns fios brancos, de maneira estilosa.

 

Demi Moore esbanja estilo com seus fios brancos.

Demi Moore esbanja estilo com seus fios brancos.

 

Assumir os cabelos brancos nada tem a ver com desleixo, ou mesmo rebeldia. Para especialistas, é um sinal de atitude, de estilo próprio, que tem ganhado cada vez mais adeptas.

 

Assumir os cabelos brancos demonstra atitude, estilo.

Assumir os cabelos brancos demonstra atitude, estilo.

 

Prova disso é a pesquisa “A Mulher diante do Envelhecimento”, encomendada pela Avon, que mostra que 14,4% das mulheres com mais de 45 anos já adotaram o estilo. E o melhor: 67,1% delas gostaram da ideia.

 

O branco ou o grisalho bem cuidado de são até mais difíceis de cuidar que os cabelos tingidos. E se você quer assumir os fios brancos, lembre-se que abandonar a tintura requer dedicação.

 

Assumir os fios brancos requer cuidados e muita dedicação.

Assumir os fios brancos requer cuidados e muita dedicação.

 

A mulher que, por anos, pintou o cabelo, não sabe exatamente a situação dos fios naturais. E o progresso não é tão rápido assim. O branco começa a aparecer em um formato de mosaico, nada homogêneo, a maioria das vezes a partir das laterais, em direção ao centro da cabeça.

 

Além da praticidade, o branco mais curto evita o incômodo contraste entre raiz e pontas.

Além da praticidade, o branco mais curto evita o incômodo contraste entre raiz e pontas.

 

Segundo especialistas, demora de quatro a seis anos para o cabelo embranquecer de vez. E os cuidados durante este período de transformação são fundamentais para uma aparência saudável e elegante. Você pode optar em reduzir o comprimento, mais prático, ou manter os fios longos, o que requer mais dedicação.

 

Até mulheres de 40 estão adotando os fios brancos.

Até mulheres de 40 estão adotando os fios brancos.

 

Para quem opta em deixar o cabelo curto, a maior vantagem é evitar o incômodo contraste entre raiz e pontas. Já quem prefere manter o cabelo comprido, idas frequentes ao salão de beleza serão necessárias para disfarçar o embate entre os tons.

 

Isso até que o branco domine a maior parte dos fios. Neste caso, algumas mulheres escolhem tingir temporariamente algumas regiões onde os brancos ficam mais evidentes, ou fazer mechas bem clarinhas nos fios ainda escuros.

 

O cabelo comprido pede por idas mais frequentes ao salão de beleza

O cabelo comprido pede por idas mais frequentes ao salão de beleza.

 

Importante salientar que, além da coloração, existe diferenças na textura dos fios, sendo que o branco tende a ser mais poroso e rebelde. Outro motivo para você realizar a transição para o branco com o aconselhamento de um profissional de beleza. Ele te indicará produtos (há muita coisa à disposição no mercado), inclusive para neutralizar o efeito amarelado nos fios brancos.

 

Faça a transição para o branco com o aconselhamento de um profissional de beleza.

Faça a transição para o branco com o aconselhamento de um profissional de beleza.

 

Tenha em mente que manter o brilho e o aspecto bem cuidado exigirá de ti alguns “sacrifícios”. Mas que mulher não faz sacrifícios para ficar bonita?

 

Que mulher não faz alguns sacrifícios para ficar mais bonita?

Que mulher não faz alguns sacrifícios para ficar mais bonita?

 

Então, se você quer um novo visual, consulte seu cabeleireiro para saber a maneira mais prática de fazer a transformação. Veja com ele qual o melhor procedimento, o melhor comprimento, produtos, etc. E converse também com quem já adotou os cabelos brancos. Informação nunca é demais!

 

Tem vontade ou já aderiu a essa tendência? Conte-nos sobre sua experiência!

Tem vontade ou já aderiu a essa tendência? Conte-nos sobre sua experiência!

 

E você, já aderiu a essa tendência? Tem vontade? Conte-nos sobre sua experiência!

 

Texto com informações do site http://claudia.abril.com.br.

 

Comente com o Facebook

Tags:     

«
»