TOP
Reflexões

“DEZEMBRO CHEGOU!”

23-consideracoes-sobre-as-festas-de-fim-de-ano-titulo

Por Vania B

 

E o fim do ano se aproxima…

 

Geralmente, adoro esse período. A preparação pro Natal. Adoro enfeitar a casa, armar a árvore, luzes na varanda, comprar os presentes.  Começo dezembro a 1000/hora.

 

Enfeitar a casa para o Natal é uma das atividades prazerosas no início de dezembro.

Enfeitar a casa para o Natal é uma das atividades prazerosas no início de dezembro.

 

Com o passar dos dias, o entusiasmo vai diminuindo…

 

Começo a pensar em todas as pessoas que não têm essa oportunidade.

 

Parece que os mais necessitados, os pedintes se multiplicam aos milhões.  Em todas as ruas, em todas as esquinas, pessoas brigando por espaço, para conseguir uma doação.

 

No fim de ano, multiplicam-se pessoas pedindo ajuda por todos os lugares.

No fim de ano, multiplicam-se pessoas pedindo ajuda por todos os lugares.

 

Sei que muitos são oportunistas. Pessoas que fingem doenças, fingem deficiências, no intuito de ganhar um dinheiro fácil.

 

Mas sei também que entre esses existem os verdadeiros necessitados, que acabam pagando por esses criminosos.

 

Infelizmente, os verdadeiros necessitados pagam por pessoas que sem escrúpulos.

Infelizmente, os verdadeiros necessitados pagam por pessoas que sem escrúpulos.

 

Aquela que deveria ser uma época de alegria, de confraternização, tornou-se uma época de louvor ao consumo desenfreado. Tornou-se obrigatória a compra de presentes caros, de roupas novas, para ostentar não sei pra quem.

 

O que deveria ser período de reflexão se tornou uma época de ostentação!

O que deveria ser período de reflexão se tornou uma época de ostentação!

 

Agora, os criativos empresários brasileiros, copiaram a Black Friday (ou black fraude). E os consumidores se aglomeram nas lojas para comprar coisas que não precisam pela metade do dobro.

 

E isso vai consumindo meu entusiasmo natalino.

 

Nem todos conseguem manter o entusiasmo natalino até o final do ano.

Nem todos conseguem manter o entusiasmo natalino até o final do ano.

 

Para melhorar um pouquinho mais, começo dezembro no chamado “Inferno astral”. Nasci no último dia do ano, uma data que não admite comemorações individuais.

 

E assim, meu maior sonho é sempre o início do próximo ano.  Quando já acabaram as comemorações e a vida começa a seguir seu curso normal.

 

Terminado os festejos de final de ano, a vida tem que continuar...

Terminado os festejos de final de ano, a vida tem que continuar…

 

Não, não é verdade. Fevereiro traz o Carnaval. Mais um período de fantasia, que mascara problemas, onde todos são felizes, como se fosse um Facebook real.

 

Independente das festas, a vida está aí. Pra ser vivida de forma plena e feliz!

Independente das festas, a vida está aí. Pra ser vivida de forma plena e feliz!

 

Mas, continuamos nossa viagem nessa maravilhosa aventura chamada vida.  Cheia de momentos de entusiasmo, de tristeza, de muita alegria, de frustração, mas que vale muito a pena!

 

Comente com o Facebook

Tags:     

«
»